Buscar
  • Iznel Placas

Guia definitivo para emplacamento de automóveis [2021]

Quando compramos um automóvel geralmente significa a realização de um sonho tão aguardado. Porém, engana-se quem acredita que o processo de compra termina na concessionária.


Após a aquisição do veículo, é necessário iniciar os trâmites com documentação e uma das mais importantes é o emplacamento.


Há muitos equívocos e mitos quando pensamos em emplacamento de veículos, mas com esse guia iremos mostrar passo-a-passo como realizar um emplacamento sem dor de cabeça.


Qual é a importância do emplacamento?


O emplacamento tem como objetivo identificar os carros que estão em circulação no Brasil. As placas possuem um único conjunto de letras e números, sendo obrigatório o uso por carros, motos, ônibus e caminhões.


Com as placas nos veículos automotores, além da identificação, elas têm a função de auxiliar os órgãos a fiscalizar infrações e também para determinar os prazos de pagamento de IPVA e para a realização do licenciamento.


Como é o processo para emplacar um carro 0KM?


Após a compra, o recomendado é o registro do veículo e o emplacamento imediato. A rapidez neste processo impede algumas sanções, como multa e a apreensão do veículo, além de facilitar na recuperação do veículo nos casos de roubo ou furto.


Desde maio/2020 é possível realizar o registro do veículo digitalmente por meio do portal do Detran.


Com o registro do veículo em mãos, é possível iniciar o processo de emplacamento.


O Detran indica alguma empresa para realizar o emplacamento?


O Detran possui diversas estampadoras credenciadas para realização do emplacamento. Após a emissão do CRV, você pode procurar uma para realização do emplacamento.


A IZNEL possui diversas unidades no Estado de São Paulo para a realização do emplacamento ou para solicitar um emplacamento em domicílio.


Como é a nova Placa Mercosul?


Desde o mês de janeiro/2020, a Placa Mercosul é obrigatória em todo o território nacional. O padrão já é utilizado em países como Argentina e Uruguai.


As principais mudanças visuais no padrão da placa está no layout e também na sequência alfanumérica, deixando de ser a sequência de LLLNNNN, para LLLNLNN, sendo “L”, letra e “N”, número.



A nova placa possui muitas vantagens do ponto de vista de segurança, visando um controle maior do processo, desde a fabricação até a chegada ao consumidor final, combatendo possíveis irregularidades.


Outro ponto perceptível é a mudança relacionada a localidade que a placa foi emitida. No modelo antigo, era possível ver com facilidade qual era o município e o Estado que o automóvel foi registrado. Na nova placa Mercosul, o espaço exibe o país do registro e as demais informações estão no QR Code no lado esquerdo da placa.


Além das informações da localidade onde o veículo foi emplacado, o QR Code contém dados importantes, como a data da estampagem, qual é a placa (dianteira ou traseira), quem foi o fabricante, o estampador, além de dados gerais sobre o veículo. Ele é o substituto do lacre, presente no padrão antigo.


Quais são as categorias da nova Placa Mercosul?


Existem seis categorias de placas no novo padrão. São elas:

  • Particular;

  • Oficial;

  • Comercial;

  • Colecionador;

  • Especial;

  • Diplomático.


Cada uma dessas categorias possui uma cor diferenciada, facilitando a sua identificação.


Veja os exemplos abaixo:


Quando é a Placa Mercosul é exigida?


Existem alguns requisitos para a exigência da Placa Mercosul, de acordo com o Detran, veja quais são:


  • Registro de veículos 0KM;

  • Alteração de categoria;

  • Mudança de município ou Estado;

  • Casos de furto, roubo, extravio ou dano na placa;

  • Se o veículo for reprovado em vistoria veicular;

  • Quando for necessária a segunda placa traseira.



Posso trocar a placa com padrão antigo para a placa Mercosul?


Se você já possui um automóvel com a placa no antigo padrão, você já pode efetuar a troca de maneira voluntária, caso não se enquadre nos requisitos para o emplacamento com a placa Mercosul.


Os pontos de atenção para a troca voluntária de placa são a obrigatoriedade da vistoria veicular e a emissão de um novo documento do veículo (CRV).


Para os carros já emplacados com o modelo antigo, no momento da troca para o modelo novo, haverá a substituição do segundo número da sequência de quatro números do modelo antigo, para uma letra, conforme tabela abaixo:


Então a placa, no modelo antigo, com a sequência ABC1234, será ABC1C34, de acordo com o novo modelo.


124 visualizações0 comentário
  • Facebook Iznel
  • Instagram Iznel

© Iznel Placas. All Rights Reserved.